Só por hoje

A última vez que acordei foi há 2 dias, 14 horas e alguns minutos.

Normalmente você levanta, passa o café, corta o pão, passa manteiga no pão. O pão está no prato. Mas aí você deixa o pão na mesa e o café esfriando no fogão.

Ao invés do pão nosso de cada dia, um copo de uísque também pode ser teu café da manhã.

Você iria para o serviço, mas foi demitido. Ou pediu demissão. Ou simplesmente desapareceu.

Você almoçaria, mas que horas são?

Quatro gramas em linha. Como um jato a linha some e seu rosto arde. Sua cabeça gira e seu rosto arde mais um pouco. Seu nariz parece querer sair da sua face e então seu coração acelera.

De repente, você tem o mundo nas mãos. De repente, o mundo é seu.

Você acorda e não tem mais café, não tem mais fogão. Agora já fazem mais de 2 dias, mas não sei quantos. Não tenho mais relógio.

Inadvertidamente eu fumo. Em meus melhores dias, são três carteiras por dia.

Seis gramas. Eu já nem sei mais organizar em linha. Minha cabeça dói e eu já não sei mais por que continuo fazendo isso.

Você já não é mais você. Não sei se alivia a ansiedade, não sei se me sinto no controle. Sei que faço e não sei por que faço.

Você acorda e encolhe de dor. É fome e você já não tem mais pão.

Eu só queria que tudo isso acabasse, queria parar, queria conseguir. Mas só por hoje eu vou continuar, amanhã eu paro. Esta é minha saideira.

Mais dois gramas e já voltaria pra casa. Se ainda tivesse casa.

Você acorda e não sabe se acordará amanhã.

Só por hoje você está vivo.

Anúncios
Esta entrada foi postada em Contos.

4 comentários em “Só por hoje

  1. Tâmara Lessa disse:

    Gostei muito do texto! O da Helena é minha cara, pois fiz e ainda faço uso do Rivotril (em menor dosagem) associado a outra medicação por conta de transtorno do pânico. No começo me sentia do jeitinho que ela descreveu… Fragilidade, pensamentos desconexos, medo, alguns pensamentos com sentido, jurando que a cura estava naquela comprimido da bendita receita zul… Mas hj tô bem melhor e com a psicoterapia mudei bastante meus pensamentos! Pude perceber o que não percebia, graças a Deus tbm! Na verdade hj já tô na metade do tratamento e me sinto ótima! Ambos os textos estão de parabéns!

    • Acompanhei um caso de transtorno de pânico na minha família, mas foi identificado e tratado muito cedo e foi brando, comparado a relatos que já li.
      Sei que é uma luta diária…

      • Tâmara Lessa disse:

        Com certeza… Tive crises terríveis, várias numa só semana, com direito à noites de insônia, pesadelos terríveis, ansiedade, arritmia, dores de cabeça intensas e muito mais! Mas já passou… e agora me faz bem falar sobre isso. No ínicio eu tinha vergonha e medo de que achassem que eu fosse louca, hahahaha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s