[Fanfic] A Passageira Sombria

Meu nome não importa, eu sou um mainstream da sociedade. Um clichê contemporâneo, uma mulher infiltrada nas relações sociais e que, eventualmente, se torna perigo para qualquer um que esteja por perto.
As pessoas não sabem como eu me sinto quando ela toma conta. Eu sinto ela chegando, e quando digo que eu sinto, não é no sentido de um sexto sentido, não! Eu realmente sinto no meu corpo quando ela está por perto. Ela sussurra no meu ouvido coisas que eu a princípio não quero ouvir, mas depois tais coisas são tudo o que quero escutar e fazer. Meu corpo arrepia, tenho contrações involuntárias, sinto meu estômago levemente embrulhar, minha cabeça pesa e uma sutil sensação de tontura me faz perder os sentidos por questão de segundo.
Anúncios

Considerações sobre Dexter e o Senso Comum.

Este texto teve, basicamente, sua base em um artigo que você pode ler clicando aqui.

A Profa. Dra. Danielle Ramos Brasiliense, ao começar a preparar sua tese de doutorado, escreveu esse artigo para, dentre outras coisas, servir de material de apoio para a tese em questão, cujo tema é parricídio.

“Mas Dexter não matou seu pai. O que ele tem a ver com parricídio?” É nessa questão que a autora inteligentemente desenvolve sua série de argumentações sobre a relação entre os tabus sociais e a crescente audiência de Dexter! Continuar lendo